| | |
OABMS

Notícias

Diretoria participa de homenagem simbólica a ex-presidente da OAB Aquidauana
Data: 06/02/2018

Parte da diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul, (OAB/MS) representados pelo Presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche, e pelo Vice-Presidente Gervásio Alves de Oliveira, estiveram esta manhã em visita à subseção de Aquidauana.

A visita se deu no intuito de prestar solidariedade à família do advogado Severino Alves de Moura, que foi violentamente assassinado no último mês de dezembro. Os diretores foram recebidos pelo Presidente da Subseção, Rogerio Albres Miranda, e pela esposa de Severino, Elisabeth de Moura, além da diretoria da Subseção, colaboradores e demais colegas da advocacia de Aquidauana e Anastácio.

“Fomos aqui recebidos para que rendêssemos esta homenagem, não somente pela tragicidade da morte do nosso colega Severino, mas também pelo que ele representa para a advocacia brasileira, sulmatogrossense, aquidauanense e anastaciense, como advogado e dirigente de classe” contextualizou Mansour. E acrescentou “Este tipo de ação é muito importante para que mantenhamos viva a chama da nossa luta no combate à violência, à violação dos direitos humanos e em defesa da sociedade”.

O Presidente da Subseção de Aquidauana, Rogerio Albres Miranda, pontuou a visita como um alento à classe “A visita foi vista com imensa satisfação por parte dos advogados e um grande alento para a família enlutada do colega Severino, pessoa muito correta, muito proba, a qual presidiu a OAB Aquidauana por duas oportunidades. O gravíssimo assassinato foi chocante para toda a advocacia, e a homenagem prestada mostra que um grande dirigente, como foi o Severino, não foi esquecido pela advocacia sulmatogrossense” salientou Rogerio.

“A família fica satisfeita em saber, bem como os advogados da terceira subseção, que a OAB/MS não está medindo esforços e acompanhando de perto o desenlace deste processo que está em andamento, pedindo por justiça, clamando seriedade na apuração e a condenação do culpado pelo fato ocorrido” concluiu Miranda.

OUTRAS NOTÍCIAS
MÍDIAS SOCIAIS