| | |
OABMS

Notícias

Presidente da OAB/MS participa de Solenidade em homenagem a José Afonso da Silva
Data: 28/11/2017

O Professor José Afonso da Silva, um dos mais respeitados assessores jurídicos da Assembléia Nacional Constituinte foi homenageado esta manhã na XXIII Conferência Nacional da Advocacia. O Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul, (OAB/MS) Mansour Karmouche, compôs a mesa de autoridades juntamente com o Presidente da OAB Nacional, Claudio Lamachia, na sessão intitulada “A Constituição entre o Direito e a Política: O futuro das instituições”, em celebração à carreira do renomado jurista.

“O Professor José Afonso da Silva é a maior referência em Direito Constitucional do Brasil, uma das mentes mais prodigiosas que o Direito Constitucional já conheceu. Foi uma honra participar deste painel compondo a mesa de homenagem a esse que é uma das maiores referências da advocacia brasileira” relatou Mansour.

O presidente do Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia, afirmou que o evento de homenagem era um dos mais significativos da Conferência e que, ao homenagear José Afonso da Silva, homenageava um cidadão extraordinário, que trouxe alicerces fundamentais para a construção do futuro. Ele relembrou ainda a origem simples e humilde de José Afonso e entregou um troféu de homenagem da OAB aos relevantes serviços prestados pelo jurista à advocacia brasileira.

José Afonso da Silva, detentor da medalha Rui Barbosa, disse que lamentava apenas a ausência de sua esposa, por motivos de saúde, “em um momento tão especial”. Ele enfatizou que nesses anos de vida pública nunca abriu mão de princípios, aos quais aprendeu com o povo simples do Brasil. 

“Foram esses largos horizontes que me deram o sentido da liberdade, foi o jeito digno de viver dessa gente nossa, que me deu a ideia da cidadania”. E complementou com uma declaração de amor ao Direito: “O reino do Direito tem que ser o reino do amor, que é o amor ao homem. Se o direito não for o instrumento de realização da Justiça, ele não tem a menor significação”, afirmou.

 

Os trabalhos do Painel foram presididos por Marcus Vinicius Furtado Coêlho, Membro Honorário Vitalício e Presidente da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, e o evento teve a presença ainda de Paulo Bonavides, Medalha Rui Barbosa, Ricardo Villas Bôas Cueva, Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gianpaolo Poggio Smanio, Procurador-Geral de Justiça do Estado de São Paulo, Elival da Silva Ramos, Procurador-Geral do Estado de São Paulo, Monica Herman Salem Caggiano, Advogada e Membro da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Kássio Nunes Marques - Desembargador Federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Fábio Prieto de Souza, Desembargador Federal do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, Anderson Pomini, Secretário de Justiça do Município de São Paulo, Ruy Samuel Espíndola - Advogado e Membro Consultor da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Juarez Freitas, Advogado e Membro da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Antônio Augusto de Souza Coelho, Advogado, Luciano de Araújo Ferraz Advogado e Membro da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB,  Manoel Carlos de Almeida Neto, Advogado e Membro da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Flávio Pansieri, Advogado e Vice-Presidente da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Maxwell Borges de Moura Vieira, Advogado, Antônio Souza Prudente, Desembargador Federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Eduardo Maneira, Advogado, José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro, Presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), Thiago Rodrigues de Pontes Bomfim, Advogado e Secretário da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Gisela Maria Bester, Advogada e Membro Consultora da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, Walber de Moura Agra, Advogado e Membro Consultor da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB, André Luiz Freire, Advogado e Membro da Comissão Nacional de Estudos Constitucionais da OAB.

 

O homenageado relembrou sua jornada desde a vinda para São Paulo, provindo de Minas Gerais até o momento “Não me arrependo de ter empreendido esta luta, não fosse isto não estaria recebendo esta homenagem, a confirmação de uma bela trajetória, sobretudo porque em nenhum momento abri mão da dignidade pessoal e de princípios de respeito à dignidade da pessoa humana e do culto a liberdade” narrou José Afonso da Silva.

 

OUTRAS NOTÍCIAS
MÍDIAS SOCIAIS